Aparelhos doados ajudam hospital de Três Lagoas a recuperar 92% dos internados por COVID-19

Compatilhe

A pneumologista Vanessa Alves de Lima diz que as doações são um legado para o hospital

A pneumologista Vanessa Alves de Lima diz que as doações são um legado para o hospital

Aparelhos doados ajudam hospital de Três Lagoas a recuperar 92% dos internados por COVID-19

Compatilhe

"Temos que dar mais valor à vida e à família, porque podemos perder tudo muito rápido com essa doença." Nos dias atuais, não é difícil deduzir sobre qual doença a costureira Luciana do Amaral Batista, de 42 anos, está falando. A moradora de Três Lagoas (MS) apresentou um quadro de febre e tosse no início de agosto, que rapidamente evoluiu para uma pneumonia. Foi internada e passou um mês na UTI, sendo que por 15 dias ficou intubada e sedada, em estado grave.

"Precisei até passar por um procedimento invasivo de drenagem dos pulmões, e tomei tantos remédios que nem lembro o nome", conta Luciana. "Havia muitas pessoas internadas comigo, inclusive algumas que faleceram." Três meses após a alta do hospital, Luciana se sente bem melhor, mas não está totalmente recuperada. "Meus pés incham e me canso um pouco."

Coordenadora da UTI de COVID-19 do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, o mesmo em que Luciana ficou internada, a pneumologista Vanessa Alves de Lima diz estar sofrendo o impacto da pandemia tanto como profissional quanto como ser humano.

"Todos nós, não só os colegas de atuação na saúde, mas também os profissionais da recepção, limpeza, copa e administração, fomos afetados por medos e inseguranças. As incertezas de tratamento, a triste situação de lidar com pacientes isolados, o medo de ficarmos doentes, de infectar nossas famílias...", diz. "Hoje, eu vejo o quanto a experiência foi e continua sofrida, mas é única. Passamos a fazer parte da história de cada um que esteve aqui, e eles deixam uma marca nas nossas vidas."

Para poder exercer bem o seu trabalho, a equipe de Vanessa teve um incentivo durante a pandemia. O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora recebeu uma doação de seis respiradores pulmonares, entre outros insumos médicos. A iniciativa é parte da campanha #TodoCuidadoConta, da Raia Drogasil, que vem destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para o tratamento de pacientes com COVID-19.

"Atendemos por volta de 450 pacientes na UTI e na enfermaria de COVID-19. Com esses recursos, recuperamos 92% das pessoas em internação hospitalar. São equipamentos que auxiliam a manutenção da via aérea e a recuperação de forma não invasiva, reduzindo a taxa de intubação, o tempo de internação e a mortalidade", explica Vanessa. "E atendem todo paciente crítico em ambiente de terapia intensiva, não apenas com acometimento pulmonar por COVID-19. Para a instituição, esse legado impacta nos cuidados de acolhimento e salva vidas."

"Hoje, eu vejo o quanto a experiência foi e continua sofrida, mas é única. Passamos a fazer parte da história de cada um que esteve aqui, e eles deixam uma marca nas nossas vidas."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Auxiliadora

Três Lagoas MS

Ver Hospital

Confira outras histórias

Santa Casa de Campo Grande
Santa Casa garante o atendimento de COVID-19 em Campo Grande auxiliada por doações

A gente fica sem família lá, muito sozinho. Mas eles me trataram como um filho, a equipe é espetacular.

Hospital Evangélico Dr. e Sra. Goldsby King
Em falta no mercado, sedativos para pacientes intubados por COVID-19 são doados a hospital do MS

Com essa doação, a maior que recebemos na pandemia, o hospital pôde ofertar um tratamento digno à população.