Doação de aparelhos e suprimentos para COVID-19 reestruturam laboratório de hospital mineiro dedicado ao SUS

Compatilhe

A médica Louise Capuzzo ficou emocionada quando recebeu o cheque da doação da Raia Drogasil

A médica Louise Capuzzo ficou emocionada quando recebeu o cheque da doação da Raia Drogasil

Doação de aparelhos e suprimentos para COVID-19 reestruturam laboratório de hospital mineiro dedicado ao SUS

Compatilhe

No início de agosto de 2020, os sintomas apresentados pelo aposentado Antônio Geraldo de Castro, de 83 anos, o levaram direto para o "swab" – o famoso cotonete usado no teste do coronavírus. Não deu outra. A febre, a tosse e a falta de ar eram mesmo sinais de COVID-19.

Foi nesse momento que o caminho de Antônio cruzou com o do sistema público de saúde que mais atendeu pacientes de COVID-19 no mundo: o SUS. Considerado deficiente e sucateado antes da pandemia, o Sistema Único de Saúde do Brasil cresceu em popularidade e ganhou respaldo da população quando a crise sanitária se instalou. Mas os problemas não mudaram.

Diretora técnica do hospital que atendeu Antônio – o Nossa Senhora de Lourdes, em Nova Lima (MG) – a médica Louise Capuzzo conta como é essa relação com o sistema público. "Nosso hospital é 99% dedicado ao SUS, ao atendimento de pessoas que não podem pagar um convênio", diz. "Mas a conta com o SUS é deficitária o tempo todo. E a pandemia provocou uma piora nos gastos porque todos os insumos subiram. Por causa da falta de dinheiro, os equipamentos também vão ficando obsoletos."

Para suprir parte dessas carências, a Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes, mantenedora do hospital, recebeu uma extensa doação de aparelhos e suprimentos, como analisadores hematológicos, centrífugas, estetoscópios, camas e aventais, da campanha #TodoCuidadoConta. A iniciativa, da Raia Drogasil, está destinando R$ 25 milhões em insumos médicos a 50 hospitais do país para o tratamento dos pacientes com COVID-19.

"Com esses recursos conseguimos readaptar o nosso laboratório para o volume absurdo de exames pedidos na pandemia", conta Louise. "Esses equipamentos vão continuar em uso por mais uns 10 anos. Imagine quantos exames serão realizados por pessoas que não podem pagar por eles..."

O aposentado Antônio Geraldo de Castro, 83, ficou isolado no hospital, mas se curou da COVID-19

Embora Antônio não se lembre de quanto tempo ficou isolado no hospital – "tenho o esquecimento de memória" –, ele sabe bem o que passou por lá. "Tive medo de morrer", conta. "Fiquei feliz por receber alta e rever a família, me senti nascendo de novo. Fico grato pela equipe que me atendeu e fez uma comemoração pra mim, e pela importante doação da Raia Drogasil."

"No dia em que recebemos o cheque, fiquei muito emocionada. Achei tão bacana! Alguém pode dizer: ah, mas eles têm condição financeira. Mas ninguém tem obrigação. Saúde é um dever do Estado", diz Louise. "Então todo gesto de boa vontade tem que ser acolhido com muito respeito e gratidão. Essa quantidade de insumos e equipamentos que a Raia Drogasil nos proporcionou não tem preço."

"Fiquei feliz por receber alta e rever a família, me senti nascendo de novo. Fico grato pela equipe que me atendeu e fez uma comemoração pra mim, e pela importante doação da Raia Drogasil."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes

Nova Lima MG

Ver Hospital

Confira outras histórias

Hospital Nossa Senhora das Graças
Doação de aparelhos para UTI de COVID-19 afasta risco de desassistência em hospital de MG

Quando a pandemia foi anunciada, estávamos aterrorizados pelo medo de faltar material e haver desassistência. Essa doação foi essencial para nos dar tranquilidade para trabalhar.

Santa Casa de Misericórdia de Sabará
Doação para combate à COVID-19 em Sabará inclui novo gerador para Santa Casa

Quando tudo passar e olharmos para cada aparelho doado, baterá o sentimento de que temos parceiros para combater o bom combate.