#TodoCuidadoConta
×
Home Hospitais

Hospital estratégico do Pará dobra capacidade da UTI com doação direcionada ao combate da COVID-19

Compatilhe

O mototaxista Éder da Rocha Maciel, 34, diz que o hospital "parecia particular", de tão bem que foi tratado

Hospital estratégico do Pará dobra capacidade da UTI com doação direcionada ao combate da COVID-19

Compatilhe

Aumento repentino e descontrolado de pacientes, múltiplos quadros de insuficiência respiratória grave e alta demanda por intervenções médicas complexas. Insegurança e sobrecarga da equipe e escassez de equipamentos de proteção. Limitação de testes diagnósticos e falta de insumos no mercado.

A situação vivida pelos hospitais com a pandemia de COVID-19 é uma "tempestade perfeita". E fica ainda pior longe dos grandes centros. É o caso da cidade paraense de Marituba, na região metropolitana de Belém, e de seu Hospital Divina Providência.

O médico Max Danieltom Luz celebra a doação: com ela, foi possível, em duas semanas, abrir 10 novos leitos de UTI

"Estamos em um contexto em que a população é social e economicamente desfavorecida, e isso se reflete na instituição, que trabalha no limite orçamentário. A epidemia nos trouxe uma realidade ainda mais difícil", explica o médico Max Danieltom Luz, responsável técnico pela UTI do hospital.

O intensivista conta que a falta de leitos no início da epidemia foi sucedida por outras inúmeras carências: do desfalque de profissionais ao racionamento de sedativo para os pacientes intubados. "Tivemos casos de funcionários internados que, já recuperados, sentiam-se inseguros de ter alta do hospital com receio de não encontrar mais leito disponível caso apresentassem uma recaída", conta Max.

Mas, entre tantas notícias ruins, uma foi positiva. Como parte do programa #TodoCuidadoConta, a Raia Drogasil destinou ao Divina Providência recursos que resultaram na compra de cinco monitores multiparâmetros, cinco respiradores, um cardioversor, dez camas Fawler, onze sondas para aspiração traqueal e 50 filtros bacterianos. A campanha da RD abrange R$ 25 milhões para 50 hospitais do país, que estão na linha de frente do combate à COVID-19.

"Ao saber da doação, nossa sensação foi de alívio e de esperança. Foi a maior ajuda privada que recebemos durante a COVID-19", diz o intensivista Max. Somados aos equipamentos reservas que o hospital já dispunha, os recursos doados pela Raia Drogasil permitiram ao Divina Providência duplicar a capacidade da UTI, chegando a 20 leitos em apenas 14 dias.

Para o mototaxista Éder da Rocha Maciel, 34 anos, que foi diagnosticado com COVID-19 no final de maio e chegou ao hospital em estado grave, a doação tem importância incalculável. Após passar nove dias internado na UTI, recebendo todos os cuidados necessários, ele comemora a cura sem poupar elogios: "O hospital parecia particular, de tão bem tratado que fui".

"Ao saber da doação, nossa sensação foi de alívio e de esperança. Foi a maior ajuda que recebemos durante a COVID-19."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Instituto Francisco Perez - Hospital Divina Providência

Belém/Marituba PA

Ver Hospital