Doação permite a hospital de Foz do Iguaçu abrir dois leitos de UTI e três de enfermaria para COVID-19

Compatilhe

Diretor técnico do HMCC, Rodrigo Romanini conta que os testes doados permitiram acelerar os diagnósticos

Diretor técnico do HMCC, Rodrigo Romanini conta que os testes doados permitiram acelerar os diagnósticos

Doação permite a hospital de Foz do Iguaçu abrir dois leitos de UTI e três de enfermaria para COVID-19

Compatilhe

Referência médica do oeste paranaense, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), em Foz do Iguaçu, é especializado nas áreas de oncologia, cardiologia, gestação de alto risco e neonatologia. Como tantas instituições de saúde, precisou acrescentar a COVID-19 aos seus prontuários, com tudo o que isso acarreta: abertura de setores, busca por mão-de-obra especializada, realização de treinamentos...

"Estruturar uma UTI de alta complexidade com 30 leitos em um mês, para lidar com pacientes de longa permanência acometidos de uma doença sem tratamento específico foi o maior desafio da minha carreira", diz Gisele dos Reis Dal-Cheri, coordenadora médica das UTIs do HMCC. A equipe passou por momentos de apreensão, até que a nova engrenagem entrasse nos eixos. "Com a redefinição dos fluxos e protocolos para o atendimento de casos suspeitos e confirmados, todos passaram a saber os seus papéis e o que deveriam fazer para evitar a própria contaminação e a dos pacientes saudáveis", conta.

A coordenadora médica das UTIs, Gisele dos Reis Dal-Cheri, destaca que a doação chegou num momento de elevação de custos

Nessa época, também ajudou a chegada das doações da Raia Drogasil (RD), que permitiram ao hospital comprar ventiladores pulmonares, camas, macas, cadeiras de rodas, testes para COVID-19 e milhares de equipamentos de proteção individual, como máscaras e aventais. A iniciativa integra a campanha #TodoCuidadoConta, da RD, que está destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para o combate ao coronavírus.

Diretor técnico do HMCC, Rodrigo Romanini fez bom uso dos recursos. "Com esse apoio foi possível estruturar dois leitos de terapia intensiva e três de enfermaria para o combate à pandemia de COVID-19", diz. "Com macas e cadeiras de rodas novas, o transporte de pacientes entre as áreas críticas da instituição ganhou maior segurança e agilidade", detalha. Rodrigo afirma ainda que os itens de proteção individual doados deram mais segurança para todos no hospital: profissionais, pacientes e familiares.

"Já os ventiladores vão auxiliar na assistência a pacientes com a capacidade dos pulmões comprometida, servindo de aliado no atendimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda. Por fim, os testes adquiridos proporcionam agilidade na entrega dos resultados de RT-PCR COVID-19", conclui o diretor.

Gisele, a coordenadora das UTIs, também agradece. "As doações geraram na equipe do hospital um enorme sentimento de gratidão. Um apoio desse em um momento em que as instituições de saúde foram assoladas pela elevação absurda de custos nos permite oferecer um tratamento completo, com mais recursos, para salvar ainda mais vidas".

"As doações geraram na equipe do hospital um enorme sentimento de gratidão. Um apoio desse nos permite oferecer um tratamento completo, com mais recursos, para salvar ainda mais vidas"

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Ministro Costa Cavalcanti

Foz do Iguaçu PR

Ver Hospital

Confira outras histórias

Hospital do Câncer UOPECCAN
Referência em oncologia do PR, hospital recebe doações para tratar pacientes com COVID-19

É um alento saber que grandes instituições estão ajudando neste momento tão difícil. Mostra o quanto devemos ter esperança no ser humano.

Santa Casa de Misericórdia de Maringá
Monitores doados facilitam e agilizam o trabalho de profissionais na Santa Casa de Maringá em momento crítico

Foi a primeira vez que conseguimos comprar todos os monitores iguais – e monitores que a gente pôde escolher, modernos, completos, com recursos que os nossos não têm.