Doação de equipamentos a hospital de referência no Piauí supre carências da UTI de COVID-19.

Compatilhe

Antes da doação, o médico Igor Denizarde Bacelar diz que faltavam equipamentos no hospital.

Antes da doação, o médico Igor Denizarde Bacelar diz que faltavam equipamentos no hospital.

Doação de equipamentos a hospital de referência no Piauí supre carências da UTI de COVID-19.

Compatilhe

Referência em atendimentos de alta complexidade em Teresina, no Piauí, o Hospital Universitário da UFPI foi amplamente afetado com a pandemia. "O hospital foi dividido em dois setores: um para os pacientes com COVID-19, outro para os pacientes de outras patologias", diz o médico Igor Denizarde Bacelar, chefe da Unidade de Cuidados Intensivos do HU-UFPI. "Enfermarias foram realocadas, alas inteiras precisaram ser isoladas e os procedimentos eletivos foram adiados para que pudéssemos deslocar recursos humanos e materiais para os pacientes com COVID-19."

Igor conta que a carência de profissionais de UTI também fez o hospital abrir processos seletivos em caráter de urgência. Quanto aos recursos materiais, faltavam desde ventiladores mecânicos e monitores até máquinas de hemodiálise e insumos, como sedativos e bloqueadores neuromusculares.

"Nunca havia vivido nada parecido, tamanhas sobrecarga de trabalho e sensação de incapacidade, de não conseguir resolver os problemas que apareciam", afirma.

Para reduzir a defasagem material em meio à pandemia, o Hospital Universitário da UFPI contou com uma grande doação de monitores multiparâmetros, sistemas de compressão, perneiras pneumáticas e uma máquina de hemodiálise, além de milhares de EPIs. A iniciativa faz parte da campanha #TodoCuidadoConta, da Raia Drogasil, que vem destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para o combate à COVID-19.

"São equipamentos para terapias especializadas, prevenção de complicações trombóticas e suporte dialítico em casos de insuficiência renal aguda, demandas bastante frequentes em pacientes graves de COVID-19", explica Igor. "Esses equipamentos são um ganho excepcional para o hospital, porque além de preencherem lacunas das nossas UTIs, poderão ser usados por anos para beneficiar outros pacientes."

A pedagoga Regina de Sousa Braga testemunhou o quão dependente dos suportes de uma UTI uma doente grave de COVID-19 pode se tornar. Ela viu a mãe, a dona de casa Francisca Catarina da Silva, de 67 anos, ficar 41 dias na UTI de COVID-19 do hospital universitário, mais 24 na UTI geral, até ser transferida para a enfermaria, onde segue internada.

"Foram muitas intercorrências e vários procedimentos, de traqueostomia a diálise. Tivemos muito medo de que ela não fosse resistir", lembra Regina. "Acho extremamente importante que empresas como a Raia Drogasil tenham a sensibilidade de seu papel social, principalmente em momentos como o que o mundo vem passando", conclui.

"Esses equipamentos são um ganho excepcional, porque além de preencherem lacunas das UTIs, poderão ser usados por anos para beneficiar outros pacientes."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Universitário da Federal do Piauí

Teresina PI

Ver Hospital