#TodoCuidadoConta
×
Home Hospitais

Respiradores doados ajudam hospital de Porto Velho a tratar pacientes de COVID-19

Compatilhe

O pastor Manoel Matos Silva, 60, se recuperou da COVID-19 e elogia o tratamento que recebeu

O pastor Manoel Matos Silva, 60, se recuperou da COVID-19 e elogia o tratamento que recebeu

Respiradores doados ajudam hospital de Porto Velho a tratar pacientes de COVID-19

Compatilhe

Com dores nas pernas, febre e cansaço, Manoel Matos Silva, de 60 anos, resolveu procurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Porto Velho, onde mora, já imaginando o possível diagnóstico. Era agosto de 2020, e o Brasil ainda vivia a primeira onda de COVID-19. "Esse vírus pegou quase todo mundo na rua onde a gente mora, e me pegou também", diz

Confirmado o diagnóstico, Manoel foi internado dias depois no Hospital Santa Marcelina. Ao longo de duas semanas, entre idas e vindas à emergência, ele foi tratado com "vários tipos de remédios" e fez exames de sangue "a todo momento". Seu caso não necessitou de intubação, mas, nem por isso, o deixou menos preocupado.

"Eu pensei que Deus ia me recolher para a eternidade, mas me deixou aqui na Terra por mais uns dias", diz Manoel, que é pastor de uma igreja na cidade. "Estou totalmente recuperado, apenas com um inchaço nos tornozelos que está desaparecendo. Não sinto nem cansaço. Deus, os remédios, a doutora Kelly e aquele hospital me curaram mesmo."

Kelly Peixoto Ferro, a médica que tratou Manoel no Santa Marcelina, conta que a pandemia trouxe dias de muito medo e grandes desafios para a equipe. "Os profissionais se doaram e acabaram adoecendo, enquanto as dificuldades em manter a folha de pagamento e custear os insumos cresceram", diz.

A médica Kelly Peixoto Ferro diz que se sente grata, porque a doação chegou em um momento muito difícil

Para suprir parte da carência material, a Casa de Saúde Santa Marcelina contou com um significativo apoio da Raia Drogasil, que doou à instituição recursos para a compra de dois respiradores, dois aparelhos de eletrocardiograma (ECG) e dezenas de milhares de equipamentos de proteção individual (EPIs). A iniciativa é parte da campanha #TodoCuidadoConta, na qual a empresa vem destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para o combate ao coronavírus.

"A doação foi a maior que recebemos na pandemia e é de grande valia, porque estávamos passando por um momento muito difícil", diz Kelly. "Os EPIs protegem os profissionais de se contaminar e nos permitem proporcionar uma assistência com mais segurança. Já os aparelhos de ECG e os respiradores, que estavam escassos no hospital, nos ajudam a salvar vidas. Nosso sentimento é de imensa gratidão."

"No hospital, a ciência e a fé caminham juntos, e eu tive um tratamento muito bom. A doutora Kelly e a equipe dela são muito zelosas", elogia Manoel, para quem a escolha do Santa Marcelina para receber os insumos não poderia ser mais acertada. "Essa doação foi muitíssimo inteligente e me deixou muito feliz, porque aquele hospital precisa demais de ajuda. Eles atendem muitas pessoas."

"Essa doação foi muitíssimo inteligente e me deixou muito feliz, porque aquele hospital precisa demais de ajuda. Eles atendem muitas pessoas"

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Santa Marcelina

Porto Velho RO

Ver Hospital