Doação a Santa Casa de Santos beneficia equipes dedicadas ao tratamento de pacientes com COVID-19

Compatilhe

A fisioterapeuta Juliana Cubo diz que a sua área foi uma das mais impactadas pela pandemia

A fisioterapeuta Juliana Cubo diz que a sua área foi uma das mais impactadas pela pandemia

Doação a Santa Casa de Santos beneficia equipes dedicadas ao tratamento de pacientes com COVID-19

Compatilhe

Em março de 2020, logo após a chegada do coronavírus ao Brasil, uma espécie de resfriado severo acometeu o funcionário público Orlando Monteiro, de 62 anos. Com tosse, cansaço e febre alta, em um período de 10 dias ele precisou ir três vezes à Santa Casa de Santos, cidade do litoral paulista onde reside.

Na segunda visita, um exame de sangue e um raio-x acusaram uma pneumonia viral no pulmão direito. Na terceira vez, ele foi diretamente internado em estado grave, o que lhe renderia 15 dias de UTI, 12 deles intubado. "Fiquei surpreso com a forma agressiva com que a doença se manifestou. Descobri que não sou tão forte quanto pensava", diz.

Coordenadora de fisioterapia da Santa Casa, Juliana Cubo conta que a sua área de atuação foi uma das mais impactadas pela pandemia. "A fisioterapia está presente desde a admissão do paciente até o momento de pós-alta, já em domicílio", diz. "Junto da equipe interdisciplinar, somos nós os responsáveis pelos casos de intubação, nos quais o paciente depende de ventilação mecânica."

Segundo Juliana, a pandemia trouxe desafios como manter o paciente vivo e estável durante o processo infeccioso, evitar qualquer tipo de sequela e entender de que formas a COVID-19 afeta o corpo. "Outro desafio foi adequar as necessidades do doente aos protocolos que foram desenvolvidos simultaneamente ao aumento de casos", diz.

Para apoiar o trabalho de fisioterapeutas, médicos, enfermeiras e toda a linha de frente do hospital, a Santa Casa de Misericórdia de Santos recebeu da Raia Drogasil recursos para a compra de dois ecocardiógrafos portáteis, um desfibrilador e mais de 300.000 pares de luvas. A ação é parte da campanha #TodoCuidadoConta, que vem destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para auxiliá-los no combate à COVID-19.

"Esses equipamentos vão ajudar na detecção de doenças em menos tempo, agilizando o fluxo hospitalar. E as luvas se tornaram mais do que nunca itens de segurança. Essa doação ajudou e muito a aumentar o nosso estoque e a garantir que não faltem", conta a fisioterapeuta Juliana. "Saber que grandes empresários olham por nós e se preocupam em ajudar é incrível. Só com união as coisas vão mudar".

Para Orlando, que se sente 100% recuperado da COVID-19, a iniciativa deveria servir de exemplo. "Tomara que outras grandes empresas também colaborem com os hospitais, pelo momento delicado que estamos passando com esta pandemia."

"Tomara que outras grandes empresas também colaborem com os hospitais, pelo momento delicado que estamos passando com esta pandemia."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Santa Casa de Santos

Santos SP

Ver Hospital

Confira outras histórias

Santa Casa de Araçatuba
Enfermeira é curada de COVID-19 no próprio hospital onde trabalha, com estrutura reforçada por doações

Eu senti na pele a importância do cuidado com o outro. É preciso enxergar o paciente como um ser que, além da doença, tem valores e sentimentos, e exercer empatia.

Santa Casa Saúde de Rio Claro
Respiradores doados à Santa Casa de Rio Claro reduzem intubação de pacientes com COVID-19

Ações como essa contribuem para nossa evolução. É como se o mundo soprasse em nossos ouvidos: 'Força! Nós confiamos em vocês!'.

Hospital Santa Marcelina
Doação de materiais hospitalares salva pacientes de COVID-19 e protege profissionais de UTI em São Paulo

Muitos dos pacientes graves de COVID-19 na UTI precisam fazer hemodiálise. Estes aparelhos salvaram vidas... Muitas!