#TodoCuidadoConta
×
Home Hospitais

Doação a hospital de Taubaté equipa UTI com aparelhos que ajudam a salvar vidas de pacientes com COVID-19

Compatilhe

O advogado Rolando Luiz Martinez, 39, ficou intubado 17 dias e precisou reaprender a andar após a internação

O advogado Rolando Luiz Martinez, 39, ficou intubado 17 dias e precisou reaprender a andar após a internação

Doação a hospital de Taubaté equipa UTI com aparelhos que ajudam a salvar vidas de pacientes com COVID-19

Compatilhe

"Eu sabia que estava sonhando e, se conseguisse acordar, iria viver." As lembranças dos 17 dias em que Rolando Luiz Martinez ficou intubado misturam realidade com efeitos da sedação. Na UTI do Hospital Regional Vale do Paraíba, em Taubaté (SP), o advogado de 39 anos passou pelos piores momentos de uma doença que, semanas antes, parecia uma gripe comum.

Rolando já se sentia melhor da tosse e das dores no corpo quando resolveu sair de casa para caminhar. Ao voltar, seu quadro se deteriorou em apenas três dias. "Comecei a ficar roxo. Meu irmão, que é médico, veio medir a saturação de oxigênio e achou que o aparelho estava quebrado. Deu 60%", lembra. Naquela mesma noite, Rolando foi intubado.

Hoje curado da COVID-19, ele conta que após a alta precisou reaprender até a andar. "Perdi 15 quilos, não conseguia segurar nem um copo de água", diz. "Também fiquei debilitado psicologicamente, chorei todos os dias durante meses. O que me ajudou foi ouvir música e tocar violão."

Do período no hospital, Rolando lamenta não saber reconhecer as pessoas que cuidaram dele. "Fica todo mundo com roupa de astronauta. E o que eu mais quero é agradecer aos heróis que me salvaram."

Entre eles, está a coordenadora de enfermagem Renata Andrea de Oliveira. "Como os pacientes ficam isolados, eles só têm a nós. E precisamos fazer a diferença", diz. Sob a pressão da pandemia, Renata conta que o hospital passou por diversas adequações de estrutura e equipe, introduzindo até terapias em grupo e atendimentos psicológicos individuais aos colaboradores.

A enfermeira Renata Andrea de Oliveira diz que os aparelhos doados são fundamentais para pacientes com COVID-19

Na parte estrutural, o Hospital Regional Vale do Paraíba contou com um importante auxílio da Raia Drogasil, que doou à instituição recursos para a compra de quatro ventiladores pulmonares e 10 monitores multiparâmetros. A iniciativa é parte do programa #TodoCuidadoConta, por meio do qual a empresa vem destinando R$ 25 milhões a 50 hospitais do país para o combate à COVID-19.

"Esses aparelhos são essenciais para a manutenção da vida, ajustando o padrão ventilatório e monitorando funções vitais. Os pacientes com COVID-19 precisam muito deles", explica Renata. "Sermos lembrados por essa linda ação nos dá um sentimento de dever cumprido", diz. Para Rolando, a doação demonstra a relevância do setor privado em sua função social. "Em um país gigantesco como o nosso, o governo não dá conta de atender todo mundo. O papel da Raia Drogasil é muito importante para vencermos essa pandemia."

"Como os pacientes ficam isolados, eles só têm a nós. E precisamos fazer a diferença"

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Regional do Vale do Paraíba

Taubaté SP

Ver Hospital

Confira outras histórias

Santa Casa de Araçatuba
Enfermeira é curada de COVID-19 no próprio hospital onde trabalha, com estrutura reforçada por doações

Eu senti na pele a importância do cuidado com o outro. É preciso enxergar o paciente como um ser que, além da doença, tem valores e sentimentos, e exercer empatia.

Santa Casa Saúde de Rio Claro
Respiradores doados à Santa Casa de Rio Claro reduzem intubação de pacientes com COVID-19

Ações como essa contribuem para nossa evolução. É como se o mundo soprasse em nossos ouvidos: 'Força! Nós confiamos em vocês!'.

Hospital Santa Marcelina
Doação de materiais hospitalares salva pacientes de COVID-19 e protege profissionais de UTI em São Paulo

Muitos dos pacientes graves de COVID-19 na UTI precisam fazer hemodiálise. Estes aparelhos salvaram vidas... Muitas!