Aparelhos doados a hospital do Tocantins ajudam a salvar vidas de pacientes com COVID-19

Compatilhe

O urologista Nelson Gomes Ferreira, 61, fez tratamento e hoje se sente melhor do que antes da COVID-19

O urologista Nelson Gomes Ferreira, 61, fez tratamento e hoje se sente melhor do que antes da COVID-19

Aparelhos doados a hospital do Tocantins ajudam a salvar vidas de pacientes com COVID-19

Compatilhe

Embora não atue diretamente no combate à COVID-19, o médico urologista Nelson Gomes Ferreira, de 61 anos, sabia que a rotina de consultas e atendimentos o mantinha perto demais do coronavírus. Até que, em junho de 2020, uma combinação de náuseas, falta de apetite e indisposição o fez procurar ajuda no hospital.

Confirmada a COVID-19 pelo exame PCR, com um comprometimento pulmonar de 25% a 50% revelado na tomografia, Nelson era mais um médico transformado em paciente pela pandemia. Durante um mês inteiro no Hospital Dom Orione, em Araguaína (TO), onde tantos doentes curou, ele vivenciou o outro lado da moeda.

"O fato de ser médico não exclui o medo, um medo até maior do que quem não tem conhecimento de causa, porque nós sabemos das possíveis complicações", diz. "Como a COVID-19 não tem nenhuma medicação ideal, recebi tratamento de suporte com hidratação, antibióticos, corticoides, anti-inflamatórios, remédios sintomáticos e oxigenoterapia com máscara nasal", relata.

Após a alta, o médico continuou o tratamento em casa. "Com a fisioterapia, consegui sair do leito, recuperar a força muscular e a função pulmonar. Os fisioterapeutas deveriam receber uma medalha de ouro pelo que estão fazendo com os pacientes de COVID-19."

Colega de Nelson e coordenador da UTI do Dom Orione, o médico Jorge Patrick Feliciano conta que a COVID-19 trouxe desafios humanos e materiais. "Quando os insumos começaram a faltar, os custos subiram demais, afetando a nossa rotina hospitalar."

Para amenizar esse problema, o Hospital Dom Orione contou com uma ajuda da Raia Drogasil, que doou à instituição recursos para a compra de ventiladores pulmonares, monitores multiparâmetros, camas de UTI, máscaras para respiradores e aventais descartáveis. A ação é parte da campanha #TodoCuidadoConta, que vem beneficiando 50 hospitais do país com a distribuição de R$ 25 milhões para o tratamento de pacientes com COVID-19.

"É um apoio de suma importância porque nos permite prestar o cuidado adequado à população que necessita, com aparelhos que ajudam a salvar vidas", agradece Jorge, o coordenador da UTI.

Nelson, que diz se sentir melhor até do que antes da COVID-19, conta que a doença o fez dar mais valor à vida, ao tempo, às pessoas que o cercam e até aos próprios pacientes – "porque o sofrimento é grande". E enaltece a doação. "Iniciativas como essa são um exemplo de altruísmo, uma demonstração de que nós podemos fazer um mundo melhor se todos pensarem no próximo."

"Iniciativas como essa são um exemplo de altruísmo, uma demonstração de que nós podemos fazer um mundo melhor se todos pensarem no próximo."

SAIBA MAIS SOBRE ESSA DOAÇÃO

Hospital Dom Orione

Araguaína TO

Ver Hospital