#TodoCuidadoConta
×
Home Hospitais

Fundo Todo
Cuidado Conta

A Droga Raia e a Drogasil vão doar R$ 25 milhões para hospitais do interior do Brasil que estão prestes a enfrentar o avanço mais crítico da pandemia. É uma forma de cuidar da saúde das comunidades onde as marcas estão presentes e também um resgate de sua origem – afinal, foi no interior que essa história centenária começou. Entenda melhor esta ação, uma luta em que #TodoCuidadoConta

Fundo Todo
Cuidado Conta

A Droga Raia e a Drogasil vão doar R$ 25 milhões para hospitais do interior do Brasil que estão prestes a enfrentar o avanço mais crítico da pandemia. É uma forma de cuidar da saúde das comunidades onde as marcas estão presentes e também um resgate de sua origem – afinal, foi no interior que essa história centenária começou. Entenda melhor esta ação, uma luta em que #TodoCuidadoConta

O que é esta ação?

#TodoCuidadoConta é uma campanha da RD (empresa que administra as farmácias Droga Raia e Drogasil) para promover a saúde diante da pandemia da COVID-19. Ela acontece em três frentes: a primeira é o cuidado interno, garantindo saúde e renda a todos os funcionários; a segunda visa ao cuidado integral dos clientes; e a terceira, na qual se encaixa esta ação de doação, é o cuidado com a sociedade.

Qual seu objetivo?

Antecipar-se à expansão da COVID-19 nas regiões mais vulneráveis do Brasil. Para isso, serão doados R$ 25 milhões, através do Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil, divididos entre 50 hospitais filantrópicos de municípios pequenos e médios, no interior do País, que combinem vulnerabilidade socioeconômica e alta probabilidade de instalação de transmissão sustentada do coronavírus. É uma ação urgente, mas também um legado para a saúde brasileira.

Quem Somos?

A RD é a maior rede de drogarias do Brasil, somando mais de 2.100 lojas em 23 Estados. Foi criada em novembro de 2011, a partir da fusão entre a Droga Raia e a Drogasil. Sua história, porém, remonta ao começo do século 20, com a fundação da Droga Raia, em 1905, em Araraquara (SP), e da Drogasil, em 1935, em São Paulo. Hoje, as duas bandeiras estão entre as mais icônicas marcas do varejo brasileiro.

Os hospitais

Confira os valores doados até agora pela campanha para cada estado. Para conhecer detalhes de cada um dos hospitais já beneficiados, clique no botão abaixo.

Ver lista de hospitais
Os hospitais

Os hospitais

Confira os valores doados até agora pela campanha para cada estado. Para conhecer detalhes de cada um dos hospitais já beneficiados, clique no botão abaixo.

Ver lista de hospitais

Valor total doado

R$ 9.984.184,57

O impacto

O impacto

De que forma as doações da campanha fazem diferença no dia a dia dos hospitais? Como ajudam os profissionais de saúde a oferecer um melhor atendimento para os pacientes? Aqui, em breve, você confere relatos que vão muito além dos números, revelando o impacto humano desta iniciativa.

princípios

Confira os critérios que norteiam a ação

Cuidado com a comunidade

Cuidado com a comunidade

Um dos critérios para a seleção dos hospitais é que estejam localizados ou gerem impacto direto em municípios onde há lojas da Droga Raia ou da Drogasil. Também é fundamental que atendam via SUS. Assim, a empresa busca concretizar seu compromisso com a promoção da saúde nas comunidades em que está inserida.

Prioridade ao interior

Prioridade ao interior

A campanha foca em municípios pequenos e médios do interior do País, onde a pandemia de COVID-19 ainda está chegando. Serão priorizados hospitais estruturantes, que são referência em sua região, atendendo pacientes de municípios vizinhos, de forma que estejam mais bem preparados para combater a fase mais crítica da pandemia.

Atenção às vulnerabilidades

Atenção às vulnerabilidades

A seleção dos municípios que serão beneficiados leva em conta uma série de indicadores socioeconômicos, como expectativa de vida, escolaridade, acesso a saneamento básico e energia elétrica e a porcentagem de moradores vivendo em situação de extrema pobreza. Assim, o mapeamento permite gerar maior impacto onde houver mais necessidade.

Construção de legado

Construção de legado

A campanha não tem caráter apenas emergencial. Ela surge da urgência da pandemia, mas seus resultados vão além do enfrentamento ao coronavírus. Parte dos recursos poderá ser investida em equipamentos de proteção descartáveis, que têm demanda imediata, mas o foco principal é em melhorias permanentes, como leitos hospitalares e equipamentos como monitores, sensores e ventiladores pulmonares.

Transparência

Transparência

As doações vão ser acompanhadas por um comitê gestor, composto de membros da RD e de parceiros da iniciativa, como o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), bem como de especialistas convidados, como médicos e empreendedores sociais. A campanha também terá uma auditoria terceirizada e independente. Conforme a ação avança, você confere a prestação de contas aqui no site.

Etapas

Saiba mais sobre cada uma das três fases em que a ação está estruturada

...

1. Planejamento e preparação

Na primeira etapa, estabeleceu-se o foco da doação: hospitais filantrópicos de municípios pequenos e médios, no interior do País, em situação de vulnerabilidade socioeconômica e que estejam na iminência de registrar transmissão sustentada do coronavírus. Partiu-se, então, para o mapeamento das cidades e das instituições que se encaixam nesse perfil, com base em dados da Fundação Oswaldo Cruz e da Fundação Getulio Vargas (FGV), e para a definição dos critérios e processos de seleção.

...

2. Seleção dos hospitais

A partir de uma lista com 70 a 100 hospitais que se encaixam nos critérios estabelecidos, a equipe do IDIS (parceiro técnico) vai enviar uma carta-convite para cada uma dessas instituições. Os hospitais deverão preencher um formulário e enviar documentos que validem as informações apresentadas. A partir da análise desses dados, a campanha vai chegar à lista final das 50 entidades filantrópicas que receberão a doação. Esta etapa tem previsão de conclusão em 5 de junho de 2020.

...

3. Doação e prestação de contas

Na terceira etapa, serão feitos os repasses dos valores para as instituições beneficiadas. Em seguida, tem início o acompanhamento da utilização dos recursos: os hospitais deverão enviar dados de prestação de contas, que serão analisados pela equipe do IDIS. Para garantir a transparência, o trabalho é acompanhado por uma auditoria terceirizada e independente. A apresentação dos resultados poderá ser acompanhada aqui no site. A previsão de conclusão desta fase final é 30 de setembro de 2020.

Especialistas

Conheça os integrantes do Comitê Gestor da campanha #TodoCuidadoConta

Andrea Hanai

Andrea Hanai

Gerente de Projetos do IDIS. Teve passagem pelo Banco Sudameris, pelo Banco ABN AMRO Real e pelo Banco Santander Brasil. É formada em Economia pela FEA-USP, possui MBA em Finanças pelo Insper e Mestrado Internacional em Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social pela EOI, de Madri.

Andréa Wolffenbuttel

Andréa Wolffenbuttel

Diretora de Comunicação do IDIS. Jornalista, atuou como editora da revista Desafios do Desenvolvimento, publicação do Pnud com o Ipea. No terceiro setor, foi Gerente de Comunicação e Conteúdo do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e, posteriormente, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

Cristiana Pipponzi

Cristiana Pipponzi

Membro dos Conselhos de Administração da RD, da Associação Vaga Lume e do Instituto Ame Sua Mente. Foi Diretora de Marketing da RD. Formada em Administração pela USP, com MBA em INSEAD na França. Cursou Directors Consortium Program em Stanford e Governing for Non Profit Excellence na Harvard Business School.

Cristina Ribeiro Sobral Sarian

Cristina Ribeiro Sobral Sarian

Formada em Administração pela FGV e pós-graduada em Finanças pelo Ibmec, trabalhou por 20 anos no mercado financeiro. Nos últimos anos, tem atuado como conselheira e consultora em impacto social e sustentabilidade para empresas, incluindo a RD. Integra o Conselho Consultivo da Associação Vaga Lume.

Eugênio De Zagottis

Eugênio De Zagottis

Diretor de Planejamento Corporativo e Relações com Investidores da RD e Presidente da Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias). Foi consultor na McKinsey no Brasil e na Itália e atuou na Arthur Anderson. Formado em Administração pela FGV, com MBA pela Universidade de Michigan.

Jairo Eduardo Loureiro

Jairo Eduardo Loureiro

Membro do Conselho de Administração da RD. Nos últimos cinco anos, atuou como Diretor-Presidente da Planibanc Investimentos, da Planibanc Participações e da Planihold e como membro efetivo do Conselho de Administração da Hipermarcas S.A.

João Paulo Nogueira

João Paulo Nogueira

Empreendedor na área da saúde, fundador do Instituto Horas da Vida e consultor independente. É médico especialista em Geriatria e Clínica Médica. Tem MBA em Economia e Gestão de Saúde, além de mestrado em Ciências, ambos pela Unifesp. É professor assistente da Unifesp/EPM e fellow Ashoka.

Marcílio D'Amico Pousada

Marcílio D'Amico Pousada

CEO da RD desde 2013. Tem mais de 26 anos de experiência em diversos setores do varejo, em grandes organizações brasileiras e globais. Foi Presidente da Livraria Saraiva e da Office Net e atuou em empresas como Submarino, Sam's Club (Grupo Walmart), Mappin e C&A. É formado em Administração pela FAAP.

Maria Izabel Toro

Maria Izabel Toro

Gerente de Investimento Social da RD. Com cerca de 20 anos de experiência em temas sociais, passou por Senac, GIFE e Editora FTD. Fez graduação e mestrado em Serviço Social na PUC-SP e MBA em Gestão e Empreendedorismo Social na FIA-USP. Formada em Resolução de Conflitos pela Chulalongkorn University, de Bangkok.

Maria Susana de Souza

Maria Susana de Souza

Diretora de Recursos Humanos da RD. Tem 27 anos de experiência profissional em RH. Atuou em organizações varejistas de grande porte como, Makro e Walmart/Bompreço. É formada em Psicologia pela UNICAP-PE, com Programa para o Desenvolvimento de Gestão (PMD) pelo IESE da Universidade de Navarra.

Paula Fabiani

Paula Fabiani

Diretora-Presidente do IDIS. Foi Diretora-Financeira da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e Controller do Instituto Akatu. Trabalhou no Grupo Votorantim, no BankBoston e no Lloyds Bank. É economista pela FEA-USP, com MBA pela New York University e especializações pela London Business School, Yale, Cambridge e FGV.

Renato Cepollina Raduan

Renato Cepollina Raduan

Diretor de Operações de Varejo da RD. Com mais de 20 anos de experiência profissional na área, foi Vice-Presidente e Diretor do Grupo Walmart e Consultor de Varejo na Accenture no Brasil e no México. Formado em Engenharia Naval pela Escola Politécnica (USP), com MBA pelo INSEAD.

Renato Pires Oliveira Dias

Renato Pires Oliveira Dias

Membro do Conselho de Administração da RD. Também integra o conselho da Regimar Family Office. Formado em Administração de Empresas pela FMU.

Rodrigo Pipponzi

Rodrigo Pipponzi

Cofundador da MOL, editora de impacto social que já doou mais de R$ 34 milhões a mais de 70 ONGs, pela qual venceu o Prêmio Empreendedor Social de 2018. É investidor em startups de negócios de impacto. Formado em Administração pela FGV-SP, tem especialização em Empreendedorismo Social por Stanford.

Sophia Góes

Sophia Góes

Analista de Projetos do IDIS. Antes, atuou como Gestora de Projetos de Voluntariado na Base Colaborativa. Também foi Gerente de Relacionamentos no Instituto Phi, onde assessorava investidores sociais em ações de filantropia, orientando a escolha das organizações apoiadas e monitorando o impacto das doações.

Vitor Bertoncini

Vitor Bertoncini

Diretor de Marketing da RD, possui 22 anos de experiência profissional em Marketing, Estratégia, Digital e E-commerce em grandes empresas como Whirlpool e Grupo Schindler. É formado em Propaganda e Marketing pela ESPM, com pós-graduação pela FGV-EAESP e MBA pela Business School São Paulo.

Palavra do Chairman

Confira as palavras do chairman da RD, Antônio Carlos Pipponzi, explicando como a iniciativa põe em prática o compromisso da empresa com o cuidado com a saúde e o resgate de seu propósito.

Como você pode ajudar

Colabore com a RD no combate ao coronavírus comprando as revistas Sorria e TODOS, que fazem parte do CUIDAR+, programa de investimento social privado da empresa. Vendidas na Droga Raia e na Drogasil, cada exemplar gera uma doação para projetos sem fins lucrativos que ampliam o acesso à saúde em vários Estados do Brasil. E, durante a pandemia, os recursos serão investidos em ações de combate à COVID-19, como compra de materiais de proteção. As edições #72 e #73 da Sorria, que circulam entre março e julho de 2020, farão uma doação especial para a Comunitas, instituição social que está promovendo a doação de equipamentos, como respiradores, monitores e ventiladores pulmonares, para hospitais públicos. Clique aqui para comprar a Sorria e aqui para comprar a TODOS.

Como ajudar

Tira Dúvidas

O valor total da doação é de R$ 25 milhões, dividido entre 50 organizações beneficiadas.

Em média, R$ 500 mil, mas o valor doado pode ser maior ou menor, dependendo da necessidade de cada organização.

Da RD (Raia Drogasil). Trata-se de verba institucional.

Não. O valor será considerado como despesa comum da empresa, sem benefício fiscal.

A campanha foi lançada em 16 de maio e pode durar de três a seis meses, até a conclusão dos repasses e da prestação de contas.

As doações estarão disponíveis imediatamente. Para receber os recursos, as organizações selecionadas precisam apresentar documentação e proposta de apoio. A transferência dos valores depende da capacidade da organização de fornecer as informações necessárias e de atender aos critérios de seleção.

Sim, as doações vão ser direcionadas para as Santas Casas e outros hospitais filantrópicos que necessariamente atendam pacientes do SUS.

Sim, totalmente apartidária. As doações vão seguir critérios técnicos e científicos.

As organizações ainda não foram definidas, mas serão divulgadas neste site à medida que forem aprovadas.

A lista de Estados e municípios será divulgada neste site, assim que as organizações beneficiadas forem escolhidas e aprovadas.

As organizações precisam ser Santas Casas ou outros hospitais filantrópicos que estejam na linha de frente no combate à COVID-19 e que atendam pacientes do SUS. O foco da campanha é apoiar municípios pequenos e médios, no interior do País, que combinem vulnerabilidade socioeconômica e alta probabilidade de transmissão sustentada do coronavírus. Hospitais em regiões vulneráveis dentro das capitais também podem ser beneficiados. Outro critério é que as doações devem impactar positivamente municípios com a presença da RD.

A campanha #TodoCuidadoConta, da RD, tem parceria com o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), uma das entidades responsáveis pela criação do Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil. Além de ajudar com a estrutura jurídica, o instituto vai gerenciar os recursos da campanha #TodoCuidadoConta, mantendo as ações e as arrecadações separadas do fundo emergencial, e coordenar a prestação de contas. A Sitawi, uma organização social de interesse público especializada em soluções financeiras para impacto social, também é parceira da campanha. Como gestora financeira do fundo, a Sitawi vai ajudar na administração dos recursos e na transferência das doações para as organizações beneficiadas.

Os recursos vão ser usados prioritariamente na compra de equipamentos médicos e estruturais que ajudem no combate à COVID-19 e, após a pandemia, que ficarão de legado para os hospitais beneficiados, como camas hospitalares, monitores, sensores e ventiladores pulmonares. As doações também podem servir para adquirir materiais de proteção para os profissionais da saúde, como máscaras, luvas e aventais.

Sim. A equipe da campanha conta com a participação de médicos que ajudam os hospitais beneficiados a definir a estratégia mais eficiente de utilização dos recursos doados, para que os equipamentos adquiridos permitam salvar o maior número de vidas durante e após a pandemia de Covid-19. Além disso, a área de compras da Raia Drogasil realiza uma análise dos orçamentos, para garantir que o valor pago por cada item esteja dentro da realidade do mercado.

A campanha vai contratar uma auditoria terceirizada e independente. Além disso, você pode conferir a prestação de contas, que será publicada neste site.

Você pode acompanhar a prestação de contas neste site.

As organizações serão selecionadas pelo Instituto para o Desenvolvimento Social Privado (IDIS) e aprovadas pelo comitê gestor.

Mais do que repassar recursos, a campanha #TodoCuidadoConta tem por objetivo fortalecer a rede de relacionamento da RD com as comunidades em que a empresa está presente. E os funcionários das filiais da Droga Raia e da Drogasil são fundamentais nesse processo. Eles fornecem informações sobre a realidade local dos municípios, as quais enriquecem o processo de seleção dos hospitais beneficiados, além de contribuir na interlocução com essas instituições, acelerando a efetivação das doações.

Uma forma de ajudar no combate à pandemia é comprar as revistas Sorria e TODOS, que fazem parte do CUIDAR+, programa de investimento social privado da RD. As revistas são vendidas na Droga Raia e na Drogasil, respectivamente. Cada exemplar comercializado gera uma doação para projetos sem fins lucrativos que ampliam o acesso à saúde em vários Estados do Brasil. Durante a pandemia, os recursos arrecadados pelas revistas serão usados para manter as atividades das ONGs já beneficiadas, que passam por momentos de dificuldade financeira pela crise da COVID-19, e financiar medidas de combate ao coronavírus. O Hospital do GRAACC, por exemplo, beneficiado pela Sorria, vai comprar álcool em gel, máscaras, luvas e aventais para proteger seus pacientes, crianças e adolescentes com câncer. As edições #72 e #73 da Sorria, que circulam entre março e julho de 2020, também farão uma doação para a Comunitas, instituição social que está promovendo a doação de equipamentos de saúde como respiradores, monitores e ventiladores pulmonares para hospitais públicos. Clique aqui para comprar a Sorria e aqui para comprar a TODOS.

O filme foi feito com cuidados extras de isolamento, de forma que os atores são as próprias famílias da equipe de filmagem e as imagens foram captadas com seus próprios equipamentos. Muitas imagens das loja foram feitas pelo time das farmácias Droga Raia e Drogasil, que foram orientados pelo diretor do filme, com seus próprios celulares.